A carta

Todas as cartas de amor são Ridiculas. Não seriam cartas de amor se não fossem Ridiculas...

sábado, abril 09, 2005

SOLIDÃO

Olhares perdidos na multidão
Olhares de solidão
Olhares que se juntam
Deixando de ser
Olhares de solidão...
Um olhar, foi o que bastou
Para unir duas pessoas
Duas pessoas que têm tudo
Para continuarem juntas
O resto das suas vidas
Mas, se alguma vez se separarem,
Elas esperarão ser amigas
Para todo o sempre!
E então, os olhares,
Voltam a ser
Olhares de solidão,
Até que apareça outro olhar...


Mais um poema que a minha amiga Pica (algodão doce, fartura, suspiro, pipoca, molotof, pundim da escola) me mandou como gostei decidi postar.
P.s.: Desta vez tratei-te bem :p

1 Comments:

Blogger irina said...

Muita poesia nesse blogue, e eu gosto da poesia. Então... tem que ser um Favourite pra mim ... I mean from now on.
Parabéns...

10:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home